Sana - 6º Distrito de Macaé/RJ - “O Paraíso das Águas”
Seja bem-vindo à sua fonte de referência de conteúdo informativo e interativo em Sana.

Siga-nos:           

Portal...
Informativos - SANA
Onde Ficar - SANA
Onde Ficar - SÃO ROMÃO
Lazer em SANA
Serviços - SANA
Página inicial - HOME
Contatos para:
Casas p/Temporada
Campings
Hostels
Hotéis
Pousadas
Anúncios Classificados
Arte e Cultura
Como Chegar
História do Sana
Turismo Responsável
Vídeos e Fotografias
 
Aluguel Temporada
Campings
Hostel
Hotéis
Pousadas
 
Aluguel Temporada
 
 
 
 
 
 
 
Guia: Gastronomia
 
 
 
 
 

  Previsão do tempo

  Telefones úteis

  Localize-se no mapa onde deseja ficar

   Guia de hospedagens: Onde você quer ficar? Escolha abaixo, entre 5 opções!
 
 
     Informações para o seu Passeio  
 

Na Serra da Macaé, entre os municípios de Nova Friburgo, Casimiro de Abreu e Trajano de Moraes, em altitudes que variam entre 300 e 500m, que lhe confere um clima agradável durante todo o ano, com temperaturas entre 18°C e 24ºC na maior parte do ano e calor bem distribuído o ano inteiro, no inverno, a temperatura varia de 10ºC à 18ºC, está o Sana, 6º Distrito de Macaé, uma APA criada pelo município em 2001, pela Lei Municipal 2172, bastante avançada no seu processo de gestão, contando com um Conselho Gestor e de legislação própria, que vem adequando-se à realidade do desenvolvimento sustentável a partir dos recursos naturais, da preservação e proteção à fauna, à flora e às belezas naturais, como as elevações rochosas e cachoeiras, e ordenar o processo de ocupação. A APA é uma Unidade de Conservação de Uso Sustentável dos Recursos Ambientais, e engloba toda a extensão do distrito.

Sana é um dos melhores destinos do estado no ranking Veja Rio e segundo publicação da revista o Arraial foi indicado como o quarto melhor destino para se curtir os feriados de 2015 do Estado do Rio. Lugar famoso pelas boas vibrações, pelas noites ao som do forró, do reggae e do samba. Mas também ao som das cachoeiras e da natureza. Depois que o sol nasce, trilhas ecológicas pelo circuito das águas e ainda até o Pico do Peito do Pombo, com 1.400 metros de altitude, são destinos certos.
 

 

Estrategicamente situado dentro do mapa do Estado do Rio, o distrito fica próximo do Rio de Janeiro, Niterói, Macaé, Campos dos Goytacazes, Casimiro de Abreu e toda a Região dos Lagos, há menos de 2 horas, onde Casimiro de Abreu equivale à principal porta de entrada, distando apenas a 25 km dali, pela estrada Serra Mar (RJ-142), já asfaltada. Veja as principais rotas de acesso ao Sana em nossa página de “mapas”.
Pode-se dizer que o distrito do Sana é dividido em três regiões distintas: Barra do Sana (no encontro do rio Sana com o rio Macaé); Arraial do Sana, onde se encontra a maior parte da população e Cabeceira do Sana (onde nasce o rio Sana, que corta todo o distrito, recebendo em seu curso uma dezena de pequenos e médios afluentes como o córrego Peito de Pombo onde situam-se as Cachoeiras: Sete Quedas, Mãe, Pai e o Escorrega; o Rio Andorinhas, na Cabeceira do Sana, onde se encontra a belíssima Cachoeira das Andorinhas; o córrego São Bento, cheio de lindas piscinas naturais e cachoeiras escondidas; o Córrego da Boa Sorte com sua singela queda d'água de mesmo nome; o Córrego da Glória; e outras nascentes).
Frequentado por pessoas em busca de contato com a natureza e de tranquilidade o Sana é cercado de magia e encantamento, o distrito do Sana tem a melhor infraestrutura da região serrana para o turismo, com um grande número de pequenas pousadas, albergues, hotel fazenda e áreas de campings com capacidade para receber um bom número de visitantes, além de bares e restaurantes.

Roteiros de passeio:

Cachoeiras do Vale do Peito de Pombo

SITIO BAMBU responsável pelo monitoramento das cachoeiras do Sana, Macaé/RJ, vem sendo visto como exemplo nas demais cachoeiras da Serra Macaense.
Com empenho e dedicação dos proprietários dos sítios e prestadores de serviços, desde janeiro de 2017 não ocorreu nenhum acidente grave. Com uma equipe formada na comunidade, trilhas demarcadas e banheiros, o Sítio Bambu preserva a área de maneira exemplar e se torna o maior gerador de trabalho no Sana.
A informação no primeiro ponto da trilha esclarece dúvidas, dá orientações sobre todas as cachoeiras e os riscos que os visitantes podem ter em sua caminhada.
Temos a Cachoeira do Escorrega que é a preferida pelas crianças, como seu próprio nome já diz, escorrega... Tenham cuidado com os pequenos... Mais acima, Poço da Borboleta e Poço da Gruta, dois poços tranquilos para banho. Na parte superior, temos a Cachoeira Pai, Cachoeira Mãe, Poço do Filho e Cachoeira Sete Quedas, todas muito bonitas, porém perigosas. Vocês irão ver pessoas fazendo o “circuito”, mas não façam o mesmo, porque eles já têm a prática e conhecem todas as “manhas” dentro das cachoeiras. Em dias de chuva, as cachoeiras serão interditadas por medidas de segurança sendo que o horário normal de funcionamento é de 8:00 às 17:00 para a Cachoeira do Escorrega, e de 8:00 às 16:00 para as demais cachoeiras. Visite: https://www.facebook.com/sitio.bambu.1
O ingresso para visitação, válido para o dia todo é de R$ 10,00/pessoa e estão isentos de pagamento os moradores do Sana cadastrados, crianças abaixo de 12 anos, idosos acima de 60 anos e deficientes físicos.
Importante frisar que todos venham vacinados contra a febre amarela. As regras para visitação não permite o:

• acesso de animais domésticos;
• isopores, caixas e similares que sirvam para acondicionar mercadorias e produtos;
• bebidas alcoólicas;
• objetos de vidro;
• aparelhos ou instrumentos de som que promovam ruídos elevados;
• churrasqueiras;
• barracas de acampamento;
• produtos que venham causar riscos de incêndio;
• óleos bronzeadores.

Visitante: para a sua comodidade e informação, acompanhe pelo link a seguir a situação de visitação às cachoeiras: Facebook

Fonte: Sítio Bambu

Cabeceira do Sana

Pode até existir lugar igual, melhor não há. A Cabeceira do Sana é um lugar de belezas inconfundíveis e únicas. A região fica localizada entre o Arraial do Sana e o Frade. São onze quilômetros cortados pela estrada principal (Sana x Frade) margeada pelo encantador rio Sana. A Cabeceira do Sana é a área de maior crescimento e ordenamento do distrito do Sana, tudo com responsabilidade e respeito às normas e tradições.
A formação populacional da região é composta basicamente por uma população natural do local e a grande maioria formada por descendentes europeus. A cordialidade e a gentileza faz parte do dia a dia desses moradores.
As tradições são respeitadas e passadas de geração em geração e a Festa Julina Comunitária da Cabeceira do Sana é um evento que ocorre anualmente entre os meses de junho e julho no centro da Cabeceira do Sana. Ele conta com shows, comidas típicas, brincadeiras, tradições juninas e o melhor, é um evento feito pela comunidade e para a comunidade.
Temos vários atrativos naturais que fazem turistas e moradores suspirarem fundo com suas belezas, a saber: a Cachoeira das Andorinhas com uma queda d'água incrível e maravilhosa; o rio Sana serpenteando a localidade com mais de 11 quilômetros de extensão com dezenas de corredeiras, poços e pequenas quedas d´água em todo o percurso. Além de vários outros córregos de beleza incomparável.
O visual do nascer e pôr do sol na Cabeceira do Sana é um dos mais lindos da região, por ser uma área de terreno mais alta em relação ao resto do distrito, proporciona um espetáculo da natureza sem igual.
Pra quem gosta de caminhadas leves a Cabeceira do Sana é o local ideal, por possuir uma via pública sem grandes desníveis. Mais se o que você procura é um trekking mais radical, temos várias trilhas e estradas vicinais que levam o visitante a estado de êxtase total, com uma fauna e flora rica em variedades e esplendor incomparável.
Outra atração turística muito procurada na Cabeceira do Sana são as igrejas para o turismo religioso ou contemplativo pelas suas belezas únicas e história nelas contidas, aqui falamos da Igreja Católica São José Homem Justo e da Igreja Presbiteriana. A Cabeceira do Sana dispõe de uma infraestrutura bem interessante, contando com cerca de oito pousadas e hotéis, entre elas as melhores do distrito; restaurantes e lanchonetes para atender bem o cliente com qualidade total; vários bares, mercados, açougue, instituições de beleza, entre outros.
Temos ainda a Associação de Moradores, Produtores Rurais e Eco Turística da Cabeceira do Sana, a AMPRET-CS. Associação operante, presente e sempre lutando pelo melhor para a comunidade. Então não fique na dúvida. Venha conhecer o melhor do SANA. Venha conhecer a CABECEIRA DO SANA.
Maiores informações você pode obter pelo Instagram...

Texto: Nilson Mozer

Cachoeiras do São Bento

Uma surpresa sempre acontece a cada passo em meio a exuberância da Mata Atlântica e você terá a oportunidade de ver belas cachoeiras no alto de São Bento, como a "Roncadeira", queda d'água com mais de 80 metros de altura, em local de difícil acesso. Todas as cachoeiras neste circuito só podem ser visitadas com acompanhamento de guias e mediante pagamento de taxa de visitação.

  

Caminhadas

As trilhas disponíveis no Sana devem ser acompanhados por guias experientes e na expedição o visitante obterá um visual prá lá de radical. Podemos indicar o nosso amigo Zé Geraldo para conduzi-los. Venha para essa aventura.
Ligue: 22 98825-6917 e contrate.

1 - Trilha do "Peito de Pombo": uma formação rochosa que vista de certos ângulos assemelha-se a um pombo pousado sobre a pedra, é o ícone ecológico de Sana, 6º Distrito de Macaé, e quem chega ao cume desfruta de linda vista em 360° das montanhas da Serra do Mar além do litoral de Cabo Frio, Búzios, Macaé, Rio das Ostras e vilarejos no entorno do Vale - Um visual prá lá de radical!
A trilha exige muito preparo por parte dos participantes e entre ida e volta são sete horas de caminhada, com permanência de uma hora no cume. Observe-se que é necessário o acompanhamento de condutor credenciado.
O arraial tem um clima agradável e estações bem definidas e a melhor época para fazer trilhas no Sana é entre maio e setembro, período de estiagem das chuvas.

 
2 - Travessia Lumiar (Nova Friburgo) ao Sana: a travessia que começa em Boa Esperança de Lumiar passando por São Bento e terminando no Sana, e descanso de uma hora na Cachoeira Roncadeira, com 80m de altitude.
Colonizada por suíços no início do século 19, a região foi rica produtora de café até 1930 quando houve a crise e Getúlio Vargas mandou suspender esta atividade. Depois os moradores que sobreviveram à urbanização passaram a viver da cultura da banana e agora suas principais fontes de renda são o turismo e a pecuária. Há muita gente de fora no Sana, inclusive ex-hippies, e que exploram o comércio local.
A travessia é um trekking clássico da região, que proporciona ao trilheiro belas paisagens com uma sequência de cachoeiras e rios em todo o percurso. Seu ponto mais elevado é o alto da Serra Queimada (1473 metros de altitude), com uma vista sensacional tanto de dia quanto à noite, podendo ser vista também a Pedra do Peito do Pombo, algumas cidades litorâneas e o sol nascendo no mar. Caminhada de Nível Pesada, com 18.690 metros de extensão e 1145 metros de desnível, pode ser realizada em 6 a 8 horas de caminhada.
 
3 - Travessia Bicuda x Sana: caminhada de 5 horas saindo do centro do Sana, via Alto da Glória, entre os distritos da Bicuda Pequena e Sana, na Serra de Macae. No trajeto encontram-se as Cachoeiras do Escorrega, Lage e Gamela, no distrito da Bicuda Pequena, em Macaé.
É uma atividade leve, recomendada para qualquer pessoa, mesmo iniciantes ou sem condicionamento físico em 15 km de trilha pela mata atlântica.
O trekking é a rotina dos amantes do meio ambiente, uma modalidade esportiva e recreativa que vem atraindo cada vez mais adeptos em Macaé. No roteiro, trilhas por áreas descampadas, matas, riachos e picos. Alguns deles, inclusive, pontos turísticos da cidade e também da região. O contato com a natureza é o maior atrativo para os praticantes do esporte. Basta iniciar uma conversa com um deles, para logo ficar tentado a participar de uma aventura.
Além de ter história para contar, os participantes das caminhadas pelo Sana garantem fotos incríveis e uma experiência sem par.
Venha aventurar-se pelas trilhas do Sana. Ligue. Agende a sua aventura!!!

Rafting e Canoeing

O Sana é reconhecidamente famoso por suas belas cachoeiras e rios de águas límpidas e frias que são cenários perfeitos para suas aventuras.

Que tal descer por uma trilha radical e praticar um rafting incrível nas corredeiras do Rio Macaé? O cliente é quem decide sobre a intensidade da descida, se a descida será Leve, Média ou Radical. É de tirar o fôlego!!!

Uma verdadeira emoção para a família, amigos, grupos universitários e empresariais.

Contato para agendamento:
22 99911-3308 ou pelo e-mail: gersonunes@hotmail.com

Sítio Ecológico e o Quilombo do Carukango

Ruínas datadas entre o século XVII-XIX podem ser encontradas em alguns lugares na serra de Macaé. Não possuímos quaisquer informações técnicas sobre estes locais, apenas informações coletadas de moradores e de Jane Marinho e Conceição Franco, que são duas historiadoras que trabalham no Centro Cultural de Macaé.
Visite o sítio ecológico clicando aqui

Poucas pessoas sabem, mas em Macaé existiu um Quilombo quase tão importante quanto ao Quilombo dos Palmares. O Quilombo de Carukango era um desses agrupamentos que ameaçavam a ordem da Colônia. No início do século XIX, quando a cultura da cana-de-açúcar, atrelada ao escravismo, expandia-se pelo norte fluminense e a fuga de escravos da fazenda de um importante proprietário rural da região, deu origem à formação de um dos maiores quilombos que se tem notícia no Estado do Rio de Janeiro. Situava-se na Serra Macaense, mais precisamente num platô localizado na Serra do Deitado, parte da atual Serra da Pedra Branca e era liderado por um príncipe e feiticeiro moçambicano conhecido por Carukango. O quilombo de Carukango desenvolvia diversas atividades agrícolas, além da caça e da pesca. Os quilombolas viviam sobre um único abrigo, em forma de barracão, e resistiram por quase duas décadas até ser destruído e sua população dizimada.
Quer saber mais? Clique aqui

 
     
 


Meio Ambiente
Você está visitando uma APA com animais silvestres, vegetação de Mata Atlântica remanescente e nascentes e por isso alguns passeios no Sana só podem ser feitos com acompanhamento de condutores.
Dinheiro
Sana é um vilarejo muito simples, não há certas facilidades com as quais as pessoas estão acostumadas na cidade grande. Traga dinheiro antes de vir e em notas menores para facilitar o troco. Não há caixa eletrônico nem bancos 24 horas.
Medicamentos
Se você toma algum remédio, melhor trazê-lo, pois só existe uma farmácia pequena no local, mas há um pequeno Posto de Saúde que funciona 24h.
Passeios
Sana é um vilarejo pequeno e dá para conhecer todas as cachoeiras do arraial em apenas um dia. À noite você pode conhecer os bares locais que tocam forró, reggae e MPB. Traga protetor solar e loção contra mosquitos.
Celular
O sistema de tefonia móvel no Sana conta agora com sinal de duas operadoras: A Oi, implantada em 2013 e a TIM com sinal liberado e 2GB de internet em agosto/2017.
Internet
Não há muitos lugares com acesso à internet no Sana, mas se você trouxer seu laptop poderá conectá-lo via wifi na maioria das pousadas e campings.
Shows e eventos
Você pode consultar os eventos também em nossa página no Facebook

 
     
  NB: os eventos aqui inseridos são de responsabilidade de seus anunciantes.  
 
 
     Parcerias  
 
 
     
 
© Portal do Sana. All right reserved. Site desenvolvido por: