Que país é esse Sérgio Moro?

Imprimir esta página

O movimento paroquial de congressistas que tentaram emplacar na Câmara dos Deputados, no mês de outubro, um projeto de lei “secreto” que anistiaria caixa dois; a manifestação de apoio ao então Chefe da Secretaria de Governo da Presidência – Geddel, após o mesmo admitir que praticou ato típico de “crime de advocacia administrativa” ao usar o cargo para defender interesses pessoais e agora a “operação abafa” com a tentativa de mudar o projeto de lei de iniciativa popular com “dez medidas contra a corrupção”. Me leva a uma pergunta “Que País É Esse?”

Olho os jornais e só dá um assunto: corrupção, crise, corrupção e suas várias vertentes. Ahh, tem outro assunto em alta nos jornais! Atraso no pagamento dos servidores! Demissão de servidores! Porrada nos servidores!

Ninguém aguenta!

Foi Mensalão, Lavajato; o Impeachment de Dilma; a Calicute e agora delação da Odebrecht com mais de 300 políticos envolvidos. E ainda tem “operação abafa”. E os Políticos não aprendem! Chega! Depois não vai recalcar que o Juiz Sérgio Moro virou herói nacional, ou achar ruim que a população foi ao delírio quando a “BANDA CAPITAL INICIAL” homenageia Sérgio Moro ao cantar a música “Que país é esse”.

A crise vai e vem e o dólar sobe, os investimentos somem, a fábricas fecham, os preços das coisas aumentam e a crise só piora. Como diz a letra da música do Legião Urbana, “Que País É Esse? Nas favelas. No Senado, Sujeira pra todo lado. Ninguém respeita a Constituição. Mas todos acreditam no futuro da nação. ” E pior de tudo que quem está pagando a conta da corrupção estatizada pelo “ PT” é o trabalhador e o funcionário público.

O “PT” não inventou a corrupção mais a Estatizou e a aumentou exponencialmente. Petista para de chorar e faz o que é certo. Como dizia meu pai:

NÃO SABE COMO FUNCIONA, NÃO MEXA.
DESARRUMOU, ARRUME.
SUJOU, LIMPE.
QUEBROU, CONSERTE.
NÃO SABE CONSERTAR, CHAME QUEM O FAÇA.
NÃO SABE FAZER MELHOR, NÃO CRITIQUE.
NÃO VEIO AJUDAR, NÃO ATRAPALHE.

Prefeitos e Governadores, não digam que a culpa é dos servidores públicos. Quem quebrou os Estados e Municípios não foi o servidor público. Como bem fundamentou o Juiz Sérgio Moro, ao determinar a prisão do Ex-governador Sergio Cabral, a “ruína das contas públicas do Estado do Rio de Janeiro” se deve a corrupção. Diz O Juiz:
"Essa necessidade [da prisão] faz-se ainda mais presente diante da notória situação de ruína das contas públicas do Governo do Rio de Janeiro. Constituiria afronta permitir que os investigados persistissem fruindo em liberdade do produto milionário de seus crimes, inclusive com aquisição, mediante condutas de ocultação e dissimulação, de novo patrimônio, parte em bens de luxo, enquanto, por conta da gestão governamental aparentemente comprometida por corrupção e inépcia, impõe-se à população daquele Estado tamanhos sacrifícios, com aumento de tributos, corte de salários e de investimentos públicos e sociais. Uma versão criminosa de governantes ricos e governados pobres".

É hora de os parlamentares entenderem que o Brasil está vivendo uma fase dolorosa, difícil e muito corajosa, que não é mais possível se aceitar certas atitudes paroquiais. Os movimentos paroquiais da semana que se inicia, é uma verdadeira operação abafa, similar ao que aconteceu na Itália quando os políticos “corruptos” votaram e aprovaram leis que pôs fim a “operação mãos limpas”. Enquanto os políticos não entenderem que eles é que devem ser os heróis desta nação e continuarem a agir como vilões, haverá sujeira para todo lado, ninguém respeitará a Constituição e o Brasil vai passar “do” fundo do poço.

 !   Hélio Márcio Porto


Hélio Márcio Porto é Advogado, especialista em direito criminal e eleitoral, com formação internacional na área de direito e política cursados na Chile, Alemanha, Bélgica e China.

Fonte: www.machadoporto.adv.br
Comentários

Outros artigos publicados:

Lula – o preso eleito presidente em 2018
Em ano de eleição - INDULTO “SALVA LADRÃO”
Servidor Público o “Bode Expiatório”!
Reforma Trabalhista – ahra e a autonomia da vontade coletiva
Reforma política? Lá vem ela de novo!
Terra arrasada! Delações da Odebrecht
O STF, Renan Calheiros e a República de bananas
As eleições nas redes. Cuidado com o crime!
Lei nº: 12165/2015 - Novas regras nas próximas eleições