FSMA manifesta seu apoio à luta do Coletivo de Jornalistas de Macaé e Região
Imprimir esta página

Em nota oficial a Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora (FSMA), única universidade de Macaé com ensino superior em jornalismo é a terceira instituição a manifestar seu apoio aos profissionais de jornalismo e ao Coletivo de Jornalistas de Macaé e Região em defesa da profissão de jornalista, do diploma e da ética no Jornalismo.

Após o Coletivo de Jornalistas ter deflagrado uma campanha contínua por melhores condições de trabalho, oportunidades para profissionais com registro e diploma, a fim de garantir a qualidade técnica, mais liberdade de imprensa e democracia, outros dois setores da sociedade já registraram seu apoio reconhecendo o importante papel da imprensa realizado por profissionais capacitados – A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB/Macaé 15ª Subseção) e a Câmara Municipal de Macaé.

A nota oficial é assinada pela Coordenação do curso de Jornalismo. Veja a seguir na íntegra a nota da FSMA:

Nota Oficial em apoio aos profissionais de jornalismo

A Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora e seu curso de Jornalismo vêm a público manifestar apoio aos profissionais de jornalismo de Macaé e ao Coletivo de Jornalistas de Macaé e Região em defesa da profissão de jornalista, do diploma e da ética no Jornalismo, conforme manifesto realizado na Tribuna Cidadã de 29 de novembro de 2017 na Câmara de Vereadores de Macaé.

O jornalismo enquanto estrutura social é uma atividade complexa e necessária ao exercício da cidadania. No entanto, tem passado nos últimos tempos por grandes desafios, desde a decisão de não obrigatoriedade do diploma pelo STF em 2009 até o fenômeno das notícias falsas e falseadas que se agravam a cada dia que passa.

A informação é matéria-prima da vida em sociedade. As decisões que tomam todos os dias os cidadãos são fundamentadas em seus valores e em suas convicções, grande parte afetadas pelas notícias do jornalismo. Cada notícia maldosa, falseada ou enganosa faz com que centenas ou milhares (ou milhões) de pessoas tomem decisões erradas, que trarão prejuízos financeiros ou morais aos indivíduos ou às coletividades. Estes danos sociais são causados pelo desencontro entre os fatos sociais e os relatos destes mesmos fatos.

A FSMA considera que os quase 10 anos de não obrigatoriedade do diploma de jornalismo não enobrecem a sociedade e se configuram tão somente um período de vacância. Desta forma, se manifesta pela volta da exigência de formação adequada dos jornalistas em nosso país, tanto quanto são necessários os diplomas para médicos, advogados e professores. Enquanto durar este hiato pouco nobre, a FSMA se manifesta favorável a uma política adequada e transparente para a obtenção do registro profissional, no nível federal e no estado do Rio de Janeiro.

Nenhum estado de desordem no jornalismo favorece a opção por um Brasil grandioso. As suas primeiras vítimas serão sempre os menos poderosos e a democracia.

Macaé, 11 de dezembro de 2017.
Cassiano Ferreira Simões
Faculdade Salesiana Maria Auxiliadora
Coordenador do curso de Jornalismo

______________________________________
Jornalista Lourdes Acosta – DRT/MTE 911/MA.
Macaé, 12/12/2017.

 !   Lourdes Acosta


Lourdes Acosta é jornalista profissional, formada pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA) como Bacharel em Comunicação Social/Jornalismo e pós-graduada pela UCAM/RJ em Comunicação Empresarial. É autora de milhares de matérias jornalísticas, destacando-se nos últimos anos na área ambiental e gestão das políticas sociais com ênfase aos desafios enfrentados pela sociedade civil, através de artigos educativos e informativos veiculados em jornais impressos e eletrônicos da Região. Atualmente, redige sobre políticas culturais institucionais e descentralizadoras. É assessora de imprensa, editora/redatora de revistas e jornais impressos/eletrônicos e produtora de Rádio e TV. Reside atualmente, em Macaé/RJ.

Comentários

Outros artigos publicados:

Legislativo macaense se posiciona favorável à luta do Coletivo de Jornalistas
Tribuna Cidadã da Câmara recebe Coletivo de Jornalistas e Ciemh2 nesta quarta
Dia da Consciência Negra movimenta Macaé para discussão e reflexão
Programa Municipal de castração de cães e gatos amplia cadastramento
[Nota Oficial]
Macaé de destaca com índice satisfatório no combate ao Aedes aegypti
Seminário traz Comissão de Assuntos Econômicoas do Senado Federal a Macaé
Vicentinos promovem Dia das Crianças na Glória
Prefeitura lança Identidade Animal durante Feira de Adoção